domingo, 17 de agosto de 2014

FOTOGRAFIAS DE COMPOSIÇÃO POÉTICA.

Estas fotografias foram feitas em paredes e muros na cidade de Limeira, Estado de São Paulo por mim, Zeca Miranda.










FOTOGRAFIAS DA CIDADE DE LIMEIRA

Minhas fotografias documentais da cidade estão aqui.

Zeca Miranda.







CONSTITUINTE EXCLUSIVA PARA A REFORMA POLÍTICA.

O povo brasileiro sabe que as regras do processo político e das eleições precisam mudar. Todos reconhecemos que os processos eleitorais e todas aas decisões referente às possibilidades de mudanças profundas na sociedade passam por ações políticas, sem abandonar as perspectivas de inclusão econômica das classe mais pobres da Nação.



Todos reconhecemos que é preciso alimentar o olhar, visão e audição político de nossa polpulação, desenvolvendo uma participação efetiva e decisiva nas ações de governo e de Estado. A exclusão sócio-econômica de grandes parcelas da população brasileira é histórica e coloca o país entre os que possuem a distribuição de renda mais terrível do planeta. Por isso, é no campo político que se podem abrir mais vertentes para que uma sociedade mais igualitária e profundamente democrática surja com força permanente em nossas terras.



A Constituinte Exclusiva para a Reforma Política é uma proposta que atende às aspirações de nosso povo que é cerceada por um Congresso Nacional e um Poder Judiciário ainda extremamente copnservador, excludentes e serviçais das classes mais poderosas do Brasil, A pequena abertura conquistada no Governo Federal, o Poder Executivo, está em perigo pois até reformas limitadas de representação social na abordagem de temas referente a cada Ministério, os chamados Conselhos de Participação Popular, não deliberativos está enterrado pela maioria do Congresso Nacional. Nossa elite não suporta sequer um debate com as classes populares de qualquer assunto.

Reverter isto é imperativo se queremos continuar vanaçndo nas conquistas populares e democráticas!

Visite o sítio eletrônico sobre o Plebiscito que acontecerá em setembro de 2014:

http://www.plebiscitoconstituinte.org.br/

Fotografia de Composição

Estou postando minhas fotos de composição.
Fruto de Oficinas de Fotografia com Renê Mainardi e Cacá Dominiqui, estas fotografias representam meu olhar sobre a cidade de Limeira.


segunda-feira, 21 de julho de 2014

ELEIÇÕES 2014 NO BRASIL.

Iniciou-se o período eleitoral no Brasil. Vamos escolher os novos membros do Poder Legislativo, que é composto por duas instâncias: a Câmara dos Deputados e o Senado Federal. Além disso escolheremos o novo presidente da república, os governadores de todos os estados e os membros das Assembleias Legislativa de cada um dos estados da federação.

Está dado o pontapé inicial e a mídia já está mostrando quem prefere. As forças conservadoras estão partindo para o tudo ou nada, Mas o resultado deverá ficar equilibrado porque a candidata à reeleição do Partido dos Trabalhadores, a atual presidente Dilma Rousseff tem uma aliança muito ampla com muitos dos setores conservadores que tem influência direta no governo de coalizão construído desde a ascensão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aos dois mandatos que obteve seguidamente.

O que os setores mais libertários esperam é que neste segundo mandato, mesmo com a derrota do projeto de participação popular no Congresso Nacional é que se efetive a ideia do plebiscito para definir como se faria a Reforma Política, tão necessária ao país. As vertentes populares propugnam por uma Constituinte soberana, sem a participação dos políticos no atual Congresso Nacional, com membros eleitos somente para a esta constituinte eleita exclusivamente para a reforma política. Porém isto dependerá da correlação de forças que se estabelecer no país depois das eleições.

A verdade é que amplos setores sociais estão insatisfeitos com a ação do governo de coalizão do chamado PT governabilidade. A criminalização dos movimentos sociais, uma polícia militar completamente descontrolada e cheia de bandidos impunes, uma falta de divulgação ampla e honestas das conquistas políticas,e conômicas e sociais nos mandatos em que o PT está no governo federal levam muitos eleitores e eleitoras a dizer que "todo político é a mesma coisa". Uma "verdade" perigosa para democracia e para a representação política e a legitimidade dos processos democráticos no país.

O fascismo, o autoritarismo e as reclamações de uma classe média rica tornam-se perigosas demandas que atingem o núcleo do poder, afetando as relações entre o governo popular e democrático com os movimentos sindicais do campo e da cidade, as organizações estudantis e os setores progressistas e desenvolvimentista da Nação. O ilusão idiotizante de que todo político é igual nos leva a uma crise de representação muito profunda desde o processo de redemocratização que deu fim aos governos da ditadura militar.



É hora de se ampliar o debate do que é melhor para o país. Superar a agenda conservadora e apontar para novas fronteiras sociais, políticas e econômicas - mesmo que isso não comece antes das eleições. O fortalecimento do Poder Popular passa, num país em que as modificações se passam de forma conservadora, pelo convencimento e mobilização da população que está descrente do processo democrático e livre.

A consciência social deve ser hegemonizada pelas camadas mais pobres da sociedade, em aliança com as classes médias que foram beneficiadas pelas as políticas de inclusão formuladas e implementadas nos governos Lula/Dilma. Políticas que são questionadas pelos setores mais atrasados, ligados às oligarquias mais retrógradas do país e que formam a base da oposição aos governos populares e democráticos, Acusam de eleitoralismo o programa Bolsa Família esquecendo-se que foi graças a este programa que o país não entrou em crise profunda como os demais países capitalistas como Estados Unidos e os membros da União Europeia.

De acordo com o IPEA (Instituto de Pesquisas Econômicas e Aplicadas - http://www.ipea.gov.br/ ):
"De acordo com o estudo Efeitos macroeconômicos do Programa Bolsa Família – uma análise comparativa das transferências sociais, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), divulgados em outubro, cada real investido no Programa gera um retorno de R$ 1,78 para a economia e um efeito multiplicador de R$ 2,40 sobre o consumo final das famílias. - See more at: http://www.contasabertas.com.br/website/arquivos/7603#sthash.3gKv5Gi9.dpuf"




Portanto o Bolsa Família, mais do que um programa de inserção social é um comprovado motor de estabilidade econômica e extremamente produtivo com sua aplicação voltada às necessidades de investimentos na economia nacional. Terminar ou complicar este programa, tornando-o inviável - traria sérios e graves problemas ao país, como o desemprego, a perda de mercado de consumo e falta de perspectivas ao processo econômico.

Nós, brasileiros, temos que pensar em como está nossa realidade hoje, comparar com o que passamos antes dos governos de coalizão do PT e olharmos para a frente, conhecendo o que cada candidato pensa sobre o país, sobre a economia, sobre a reforma política, sobre a corrupção e sobre - principalmente - as necessárias mudanças políticas, sociais e sociais que os trabalhadores e as classe oprimidas e exploradas necessitam. A nossa vida individual, como nos comportamos como seres humanos (se somos generosos, se somos justos, se somos conscientes etc) e como vemos o nosso cotidiano são fundamentais para decidir qual será o nosso voto.

Um fato é concreto para mim. Não podemos voltar ao passado que nos condenará ao pior. Nem ficarmos delirando que são possíveis mudanças radicais enquanto não fortalecermos o Poder Popular, esse sim, o meio direto e prático para fazer a revolução que o Brasil precisa.

quinta-feira, 3 de abril de 2014

VITÓRIA POPULAR.




(((( o amor é eu, você e tod@s
a lua se põe
o sol da vida vai surgindo
um dia novo prontinho
a gente vai se juntando
pixa aqui, canta ali, se joga
é preso assim, libertado assado
as ruas se enchem de vidas
o suor de todos calor humano nas praças
democracia racial nas praias????
igualdade nas escolas????
liberdade nos locais de trabalho????
justiça nos tribunais, na polícia????
amor nas famílias, nas casas, nas igrejas????
onde está o sentido do humano
está a compreensão, a união, o direito,
a organização, a participação, a coragem
a indignação, o sentimento de ser livre, digno.
eu não quero o fim do Zé Ninguém
http://youtu.be/fyIhJr2414Q
vou pra luta com quem quiser comigo resistir, avançar, dobrar o inimigo de classe!
unido com os melhores, os piores, os vivos, os garotos podres, livres, solidários!
com todos os subversivos, os que não se conformam, os tortos, os revolucionários!
ao lado das putas, das carolas que se levantam, dos rejeitados, dos sem posse!
chorem os que sofrem em ver miseráveis comendo,
gritem de raiva os que sonegam os impostos porque os grandes o fazem,
clamem pelos soldados os que ficam possessos ao ver pobre andando de avião,
vomitem seus impropérios os que se surpreendem vendo a cidadania não se calar.
O Partido Comunista é a inteligência da humanidade!
tremai os que se incomodam com esta frase kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk sarcástico
a noite chega de mansinho
lindamente negra, gay, irresistível
as nuvens cobrem lentamente o brilho das espadas que cegavam os oprimidos
escuridão que ilumina a insubmissão dos seres despertos e atentos
olhos vívidos, ouvidos aguçados, alianças estabelecidas
quebrando cadeias, prisões reais e imaginárias.
somos mais mais mais mais mais  
e vamos em frente))))
 - eu que fiz, no calor da lua-José Roberto Torres de Miranda -março de 2014-





Foi uma vitória da luta, das consciências, dos brav@s de nosso país, a (des)comemoração do golpe militar de 1964. Os fascistas ainda acreditam que pelo menos uma parte da sociedade dá ouvidos às suas canalhices políticas, seu amor à ordem burguesa, ao progresso sob a exploração capitalista e sua disciplina outorgada, imposta. Dia 22 de março de 2014 vários populares se juntaram organizadamente para barrar a propaganda de elementos inúteis e selvagens de nosso país. Porém, o golpismo, o nazi-fascismo ainda não foi derrotado. É preciso atenção e cuidados de todo tipo para evitar a ascensão desta canalha direitista, impregnada de ideias racistas, machistas, dogmáticas, misóginas, escravistas e asseclas dos banqueiros, dos latifundiários, dos empresários egoístas, excludentes e irresponsáveis com o direito à vida, à manifestação livre e independente dos trabalhadores e do povo oprimido.


Resolvi contar um pouco do que aconteceu comigo nestes últimos dias em que, novamente, me joguei nas ruas, praças, locais públicos da internet combatendo o terror liberticida dos golpistas, autoritários e fascistas que se unem para tentar fazer que nosso país e nosso povo se submetam às suas mentiras, valor excessivo às propriedades privadas e públicas, valorização do ter sobre o ser, abandono das ideias de solidariedade, justiça, liberdade, diferenças respeitadas...

Eu vinha me preparando há muito tempo para a possibilidade, de gente inescrupulosa, financiadas pela corja fascista norte-americana, serviçais do projeto mundial de dominação pelo complexo militar-armamentista ianque e europeu, de uma tentativa de fazer nosso país se dobrar à sanha do imperialismo através de recurso de um golpe militar "constitucional", a exemplo do Paraguai, Honduras e da ação provocadora dos agentes fascistas (financiados pelo Tesouro norte-americano - CIA, Tea Party etc) como ocorre na Venezuela, na Ucrânia e na Síria. Eu estava certo! Eu não estava delirando em meio a minha loucura: os bandidos conservadores, provocadores e inimigos da democracia estão botando a cabecinha deles para fora!

A resposta de uma parte da juventude e de cidadãs/cidadãos mobilizáveis foi direta e clara, superando até a mídia que apostava que iriam milhares de pessoas às ruas ao lado dos facínoras defensores de uma "intervenção militar". Deram com os burros n'água!

Fiquei impressionado com a politização daqueles jovens que atuaram decisivamente contra o golpismo e a covardia dos setores mais atrasados, rudes e elitistas de nosso Brasil. A organização, apoiada por partidos políticos ainda desconhecidos da maioria das pessoas, o PCO (Partido da Causa Operária), PCR, e outras organizações antifascistas e anti-golpistas, foi fundamental para evitar as provocações financiadas pelos organizadores da festinha verde-amarela raivosa e reacionária.

FASCISTAS, GOLPISTAS, NÃO PASSARÃO

O Brasil precisa superar a alternativa política proposta pelo PT-governabilidade, que fica em pequenas e insuficiente reformas que alteram muito pouco em termos de diminuição das desigualdades, desenvolvimento ainda associados às empresas transnacionais que visam só e somente o lucro, à expansão da fronteira agrícola agressiva que destrói as florestas e a vida das populações ribeirinhas e indígenas na Amazônia e no Pantanal, à castração de direitos históricos construídos pela organização popular e dos trabalhadores. Os governos de coalizão entre o PT e outros partidos democráticos e "socialistas" já não trazem sequer esperanças aos explorados e oprimidos em nossas terras. Oferecem migalhas que podem ser suprimidas em eleições viciadas pelo poder dos ricos e poderoso.

O democratismo limitante e oficial não é mais legítimo frente a manutenção de leis e equipamentos criados na ditadura militar, que o próprio PT denunciava. As oposições burguesas agrupadas no PSDB, DEM, PSB(REDE) e outros aliados estão desesperados e não possuem um projeto político e social - alguns grupos neste campo partidário estão apostando no "golpe constitucional" e vivem alimentando a mídia golpista com proposições de CPIs contra a Petrobrás, Siemens e blá blá blá. A oposição que se diz de esquerda, mais conhecida - PSTU, PSOL e assemelhados estão vacilantes, temendo aliar-se com as verdadeiras forças vivas e independentes da Nação e perder o espaço burocráticos que atingiram nos sindicatos e organizações sociais e populares, com a desilusão da maioria da classe trabalhadora com os governos paralisantes das lutas e maquiador da realidade dura do cotidiano dos trabalhadores e demais setores subalternos e oprimidos da sociedade.

Mas é preciso realizar uma demonstração maior, mais efetiva e popular de que queremos avançar na popularização da democracia. A necessidade é clara de que são necessários mais aliados do campo democrático, socialista, anarquista, comunista e libertário para barrar o autoritarismo, o elitismo e os soldados do ódio. Todos os que não tem rabo preso estão convidados a se compor!

Os Direitos Humanos, o progresso social e econômico, o fim de uma sociedade de classes e todas as necessidades cotidianas de saúde, educação, lazer, transportes públicos, moradia, reformas agrárias, urbanas sejam a plataforma unificadora de toda população que não se dobra, nem se dobrará aos arautos do fim das liberdades, do fim dos movimentos sociais e populares, da volta dos fantasmas do terror estatal e ilegal, além de ilegítimo.

Queremos paz, amor, uma sociedade civilizada onde direitos e deveres são cumpridos por todos e todas.

Não nos calarão. Não nos silenciarão desta vez! Unidos, organizados e livres, somos invencíveis!

http://youtu.be/vYHSHY0r1is